Aos teus olhos


Dirigido por Carolina Jabor, "Aos teus olhos" aborda o perigo de julgamentos precipitados compartilhados nas redes sociais. O filme narra a história de Rubens (Daniel de Oliveira), um professor de natação infantil, que é acusado pelos pais de um de seus alunos de pedofilia. O caso cai nos grupos de mensagens da escola e repercute na internet sem que o professor tenha chances de se defender e sem qualquer investigação, com consequências graves para ele. 

Inspirado na peça espanhola "O princípio de Arquimedes", de Josep Maria Miró, com roteiro de Lucas Paraizo, o filme questiona o linchamento moral das pessoas sem provas. E ainda, o perigo do uso irresponsável das redes sociais em compartilhar falsas denúncias contra a honra dos indivíduos. O longa é uma crítica sobre a falsa ideia da internet como "Terra de ninguém", em que tudo é possível, sem a necessidade de se preservar a imagem e a dignidade do outro. E chama atenção para o fato de que é importante se observar o princípio legal da presunção da inocência até que se prove o contrário. 

A opção por uma narrativa construída a partir da ambiguidade dos personagens, na imprecisão dos acontecimentos e no medo permitiu uma ênfase na subjetividade.  Há um questionamento sobre a mudança de valores na relação professor-aluno, muitas vezes distorcida nos tempos atuais. Por outro lado, o conflito entre os pais do garoto e a cobrança pela excelência no desempenho da criança também é colocada em pauta. 


Tanto a atitude dos pais, interpretados pelos atores Marco Ricca e Stella Rabelo, quanto do menino Alex (Luiz Felipe Mello) levam o público a duvidar até o último momento sobre a inocência ou não do professor. Seria Rubens realmente um abusador? Ou o estranho comportamento do garoto é devido ao conflito parental da qual é vítima? Outro tema levantado é o preconceito e discriminação referente aos homossexuais. A orientação sexual do personagem é questionada pelos pais do menor, pelo colega de trabalho (Gustavo Falcão) e pela diretora do clube de natação (Malu Galli), como possível justificativa para acusar o professor de abuso sexual contra menores.   


A montagem é fluida, desenvolvida em ordem cronológica, tendo como elemento de destaque a água, que ganha um novo significado, como uma pausa na narrativa e momento de reflexão não somente dos personagens, mas também do espectador. Este último não é testemunha do fato, mas é levado a tirar suas próprias conclusões a partir dos discursos dos personagens, por essência contraditórios e tendenciosos. Tudo parte do ponto de vista do observador, já que todos assumem um posicionamento levado pela emoção e não pela razão.  


O filme mostra como a prática do denuncismo irresponsável, pode levar os indivíduos a destruir a reputação e a vida de uma pessoa, condenada sem provas e sem direito à defesa. Um alerta, principalmente em tempos de internet, em que o linchamento virtual é cada vez mais presente. Tal prática é um crime contra a honra (Calúnia, injúria e difamação), tipificado no Código Penal Brasileiro (arts. 138,139,140).

"Aos teus olhos" de Carolina Jabor nos faz lembrar do caso da Escola Base, localizada no bairro da Aclimatação, em São Paulo, em março de 1994. Os proprietários da escola foram massacrados pela mídia e pela sociedade, acusados de pedofilia e prática de orgia com crianças de quatro anos de idade. Foram presos, agredidos, ameaçados de morte. No entanto, eram inocentes. O caso foi arquivado por falta de provas. Como resultado, os donos da escola faliram financeiramente e tiveram a vida pessoal destruída. 

Elisabete Estumano Freire.




AOS TEUS OLHOS (2017) - BRASIL
DURAÇÃO: 1h27m
GÊNERO DRAMA.
Categories:
Similar Videos

0 comentários: