Acrimônia


Escrito e dirigido por Tyler Perry (Diário de uma louca, Garota Exemplar) e estrelado por Taraji P. Henson (O curioso caso de Benjamin Button, Estrelas além do Tempo), o filme Acrimônia narra a história de Melinda, uma mulher marcada por uma relação abusiva que a leva às raias do desequilíbrio emocional. 

É interessante o modo como o roteiro é construído, partindo do significado das palavras e da musicalidade para definir os sentimentos que acometem a personagem central. As situações são pontuadas por palavras-chave sinalizando as diferentes etapas vivenciadas, como a fúria, a separação e o lamento. Embalada pelas canções melancólicas na voz de Nina Simone, a narrativa é conduzida inicialmente pelas memórias de Melinda (Taraji P. Henson). É através dela que testemunhamos a história de amor e de sacrifício da jovem Melinda (Ajiona Alexus) e sua paixão por Robert Gayle (Antônio Madison/Lyriq Bent), que aos poucos vai se transformando em ódio.

O roteiro de Tyler Perry dialoga com a realidade de muitas mulheres que abdicam de seus sonhos para satisfazer os desejos e a realização de seus companheiros. Além disso, aborda a exploração financeira e a manipulação psicológica a que se submetem com medo de perder o parceiro. Some-se a tudo isto, as pressões familiares e sociais, e o aflorar dos sentimentos de ciúme e traição, agravados por um quadro de transtorno de personalidade.

O trunfo do roteiro, muito bem escrito, é o desenvolvimento das personagens, que apresentam várias camadas. Não há que se falar em maniqueísmos, mas seres humanos complexos. Em Acrimônia não há um típico vilão ou mocinho, mas indivíduos desajustados que apesar de causar no espectador alguma simpatia, também provocam pesar. 

Com as devidas diferenças, Acrimônia nos faz lembrar de um grande sucesso do cinema: Atração Fatal (1987), de Adrian Lyne, com Glenn Close, Michael Douglas e Anne Archer. 

Elisabete Estumano Freire






Categories:
Similar Videos

0 comentários: