Stranger Things - Temp.1



A nostalgia dos anos 1980 está de volta. A série original Netflix "Stranger Things" é um verdadeiro mix dos principais blockbusters do cinema norte-americano daquela década e vem conquistando os fãs de narrativas seriadas. Criação da dupla de roteiristas, os irmãos Matt e Ross Duffer, e dirigida por Shaw Levy, Andrew Stanton e Rebecca Thomas, "Stranger Things" tem um elenco infanto-juvenil extraordinário, além das presenças marcantes de Winona Ryder e David Harbour. 


O seriado parece juntar a magia de clássicos como "ET" e "Contatos imediatos do terceiro grau" de Steven Spielberg com "Guerra nas Estrelas" de George Lucas. Some-se a isso uma pitada de rebeldia adolescente de "Conta Comigo" (Rob Reiner), "Alguém muito especial" e "Gatinhas e gatões" (John Hughes). E um pouco de terror de "Poltergeist" (Steven Spielberg), "Alien" (Ridley Scott) e os filmes da franquia de "A hora do pesadelo" (Chuck Russel), entre outros.


Pense no seguinte enredo: Na década de 1980, numa cidadezinha tranquila do interior dos Estados Unidos, um grupo de pequenos amigos adoram passar o tempo estudando ciências e brincando com jogos de terror. Nos arredores da cidade, o governo financia pesquisas de caráter militar. Numa noite, um dos garotos desaparece misteriosamente. A cidade toda fica abalada. Com a demora da polícia em encontrar seu paradeiro, os amigos do garoto pensam em ajudar a polícia realizando sua própria investigação e descobrem segredos de Estado envolvendo estranhas criaturas.


Esse é o ponto de partida da primeira temporada (2016) de Stranger Things. Com oito episódios, o seriado explora a fantasia infantil, o medo do sobrenatural, a rebeldia da juventude, além do drama de relacionamentos adultos mal resolvidos. Misture tudo isto a um contexto político-militar: A Guerra Fria e o financiamento de pesquisas científicas de caráter duvidoso envolvendo crianças com poderes paranormais e monstros alienígenas. O objetivo: encontrar uma arma poderosa contra os soviéticos. 

Em novembro de 1983, em Hawkins, Indiana (EUA), o desaparecimento de Will Byers (Noah Schnapp) é envolto em um grande mistério. Perto da floresta, no laboratório nacional do departamento de energia da cidade, pesquisadores do governo federal realizam experimentos secretos. Numa noite, ao voltar para casa, o pequeno Will é perseguido por uma estranha criatura e desaparece. 

O delegado local, Chefe Hopper (David Harbour), começa a investigar o caso e descobre que o responsável pelos desaparecimentos é o próprio governo norte-americano. Os amigos do garoto, Dustin (Gaten Matarazzo), Mike (Finn Wolfhard) e Lucas (Caleb MacLauglin) decidem procurá-lo na floresta e encontram uma menina fugitiva, Onze/ El (Millie Bobby Brown). Ela possui poderes paranormais e quer ajudá-los. Ocorrem novos desaparecimentos e mortes. Os federais interferem no trabalho da polícia.

A história se desenvolve inicialmente em três núcleos de ação: a polícia local, na figura do chefe Hopper; a família Byers; e os amigos de Will.

Para Mike, Lucas e Dustin, o amigo foi capturado pelo demogorgon, uma estranha criatura dos contos de terror que vive no Vale das sombras. Através de Onze/El, a pequena menina paranormal, eles descobrem que Will está preso no mundo invertido. Apesar dos federais tentarem forjar a morte do garoto, eles sabem que o amigo está vivo numa dimensão alternativa.


Um dos grandes mistérios do seriado se concentra na força paranormal de Onze/El (Millie Bobby Brown). A garota, criada como uma cobaia humana, teme retornar para o laboratório. Ela é um elo entre os dois mundos (o real e o invertido) e possui poderes extraordinários, podendo deslocar objetos com a força do pensamento. Com Mike, Lucas e Dustin, a menina irá descobrir o valor da amizade e ter a experiência de uma vida normal.  

Com o desaparecimento de Barbara Holland (Shannon Purser), a jovem Nancy (Natalie Dyer) decide investigar o que aconteceu com sua amiga. Ela pede a ajuda de Jonathan Byers (Charlie Heaton), irmão de Will, causando ciúmes no namorado Steven Harris (Joe Keery). Através de Nancy, Jonathan começa a acreditar nos relatos de sua mãe Joyce (Winona Ryder), que afirma ter entrado em contato com o filho, através de energia elétrica, e visto o monstro que o levou.

Após saber que a CIA está envolvida no caso, o delegado Hopper (David Harbour) percebe que Joyce não está enlouquecendo. Junto com o filho Jonathan (Charlie Heaton) e Nancy (Natalie Dyer), eles descobrem a localização dos portais que os levam ao mundo invertido. Com a ajuda de Onze e dos garotos, Joyce e Hopper tentarão salvar o menino.

O seriado aborda os conflitos da infância e adolescência, com episódios de bullying, agressividade gratuita e filhos desajustados, com pais ausentes e casamentos em crise. Enquanto Nancy (Natalia Dyer), Steve Harrin (Joe Keery) e Jonathan (Charlie Heaton) vivem um confuso triângulo amoroso, os amigos de Will Byers são atacados por outros garotos da escola. 


O sucesso do universo de Stranger Things e todo o mistério do seriado se sustenta dentro da nostalgia de uma época pré-revolução digital. No início da década de 1980, a criançada ainda se divertia com bicicletas, fliperamas e walkie-talks. Apesar do sucesso dos primeiros computadores domésticos, no final dos anos 1970, eles eram limitados e utiizados por uma reduzida parcela da população, se comparados com o uso atual. Do mesmo modo, a comunicação era basicamente feita por telefonia fixa analógica. Se a mesma história fosse ambientada em pleno século XXI, na era dos smartphones e da internet, a informação e a comunicação entre pais e filhos seria mais eficaz e totalmente diferente da apresentada no seriado. 

Com uma trama envolvendo o universo infanto-juvenil, o sobrenatural e os poderes da mente, o seriado aprofunda a psicologia dos personagens, abordando a ética nos relacionamentos, nas ações governamentais e o papel da ciência e dos cientistas. Sem perder o rítmo, os episódios mantém o interesse, revelando peças de um grande quebra-cabeças. O mistério continua na segunda temporada.  

Elisabete Estumano Freire.



Similar Videos

1 comentários: