O Homem perfeito

A comédia romântica "O Homem Perfeito", dirigida por Marcus Baldini ("Bruna Surfistinha") e estrelado por Luana Piovani e Marco Luque, discute as diferenças conjugais que levam à crise do casamento e a construção do ideal de perfeição do indivíduo, em tempos de redes sociais.  

Com roteiro de Tati Bernardi e Patricia Corso, o filme narra a história de Diana Prado (Luana Piovani), uma ghostwriter casada com Rodrigo (Marco Luque), um quadrinista de espírito idealista. Cansada de assumir as finanças da casa, Diana não aceita mais o jeito desapegado do esposo e os conflitos são constantes. Ela vê seu relacionamento ruir quando o marido se apaixona por Mel (Juliana Paiva), uma jovem aspirante a bailarina.  

Apesar das diferenças com o ex-, Diana não se conforma com a separação. Ela acompanha o dia a dia de Rodrigo nas redes sociais e descobre o perfil de sua nova namorada. O jeito leve e descolado de Mel, além da diferença de idade entre as duas, mexe com a autoestima da escritora, que resolve criar um plano para detonar com a rival. 
Diana decide criar "um homem perfeito" na internet para seduzir a garota e tirá-la do seu caminho. Para conseguir seu intento, ela vai contar com a ajuda de Caique (Sérgio Guizé), um rockstar decadente, envolvido em vários escândalos. Ele aceita o acordo porque precisa limpar sua imagem de "bad boy" perante o público e acredita que só vai conseguir isso através de uma biografia escrita pela ghostwriter. 

A personagem de Luana Piovani é construída a partir do estereótipo do feminino contemporâneo cosmopolita. Ela é uma espécie de Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) de "Sex and the City". Diana é o símbolo da mulher madura, culta, sofisticada e independente, que está inserida socialmente numa classe de alto poder aquisitivo. Controladora e exigente, ela não parece muito preocupada em ultrapassar os limites da ética, seja na vida pessoal ou no exercício da profissão.

Além de Rodrigo, o que também aproxima essas duas mulheres é o desejo de reconhecimento, não apenas no mercado de trabalho, mas de um companheiro que valorize seus esforços e dedicação. Contudo, a busca pelo "homem perfeito", aquele sujeito bem-sucedido, belo e sensível, criado pelo imaginário feminino, parece infinita e muito longe de ser alcançada. Diana vai tirar partido da "inocência" de Mel, dando vida a esse ideal feminino de masculinidade, mas nem tudo irá ocorrer como esperado.

O filme de Marcus Baldini aborda a independência financeira da mulher, o perigo da idealização das pessoas nas redes sociais e a fake news. Os conflitos são apresentados de forma leve, divertida, com uma boa dose de romantismo. Os personagens vão amadurecendo ao longo da narrativa, desfazendo alguns preconceitos e descobrindo serem capazes de tomar novas atitudes perante a vida, em que o perfeito e o imperfeito podem estar conjugados num mesmo indivíduo, dependendo de diferentes pontos de vista. Destaque para o ator Eduardo Sterblicht, que interpreta Tuto Andrade, o editor chefe de Diana. 


Elisabete Estumano Freire

Similar Videos

0 comentários: